CASTELOEMFOCO
GOVERNO DO ESTADO

Reunião dos partidos da base, sem o PT, mantém discurso do "chapão"

O Partido dos Trabalhadores é contra a formação do "chapão" e quer uma chapa e alega que a sigla será prejudicada com a chapa única

Por Tarcio Cruz
04/06/2018, às 23:06

Um encontro entre lideranças dos maiores partidos da base do governo, com exceção do PT, ocorreu na manhã desta segunda-feira (04/06), na casa do presidente estadual do MDB, Deputado Federal Marcelo Castro. A reunião serviu para alinhar o discurso e fechar uma “chapa de coalizão” dos grandes partidos para aumentar o tom do discurso na briga pela construção de uma chapa única com todos os partidos, inclusive o PT. 

O Partido dos Trabalhadores é contra a formação do "chapão" e quer uma chapa e alega que a sigla será prejudicada com a chapa única. Participaram do encontro: Júlio César (PSD), Jannaina Marques (PTB), Fábio Xavier (PR), Júlio Arcoverde (PROGRESSISTAS) e Flávio Nogueira (PDT).

Deputado Federal Marcelo Castro

Na saída da reunião, os deputados presentes se recusaram a falar sobre o que foi conversado. Marcelo Castro foi apontado como o porta-voz do grupo, somente o presidente do MDB está autorizado a falar. Marcelo recebeu a equipe do Portal Douglas Cordeiro em seu apartamento e comentou sobre o assunto. 

“O MDB quer duas coisas, primeiro a coligação proporcional, segundo participar da chapa majoritária, de preferência, com o lugar de vice-governador, essa é a reivindicação do MDB. Nós defendemos a chapa proporcional única porque é mais eficiente do ponto de vista eleitoral, com a mesma quantidade de votos separados nós faremos menos deputados, juntos faremos um federal e dois a três estaduais a mais”, disse Marcelo.

Marcelo falou sobre a conversa que teve com os outros deputados em seu apartamento e comemorou o alinhamento construído. 

“O governador Wellington Dias vai achar melhor ter x deputados na Assembleia ou ter x mais dois ou três ? É claro que ele vai preferir eleger mais deputados. Não fizemos nenhuma deliberação na reunião. Eu consultei os outros companheiros dos diversos partidos que compõe a base do governo sobre qual era a posição deles. Para a minha felicidade, todos pensam igualmente ao MDB, todos querem uma chapa única proporcional tanto para federal como para estadual”, concluiu o deputado. 

redes sociais