CASTELOEMFOCO
CASTELO EM FOCO WEB

"O problema é que minha independência política incomoda", diz Rossi Melo

O vereador reafirmou seu compromisso com a oposição mas sem abrir mão de suas ideias e princípios que sempre cultivou na vida pública

Por Douglas Cordeiro
28/08/2018, às 08:08 - Atualizado em 02/09/2018, às 13:09

Após conceder, na última sexta-feira (24/08), entrevista ao Jornal Tribuna do Povo, da Rádio Mutirão FM, o vereador e presidente do PR de Castelo do Piauí, Rossi Melo, fez algumas correções às interpretações dadas ao que foi dito no programa.  

Ele reafirma às críticas feitas ao comportamento de alguns integrantes da oposição, principalmente nas redes sociais, que frequentemente direcionam ataques ao parlamentar e aos políticos apoiados por ele.

"Já disse várias vezes e jamais mudarei minha opinião sobre o que significa um grupo político. Para mim, todos devem está no mesmo barco, na mesma direção e com os mesmos propósitos. Qual o objetivo de se atacar gratuitamente uma aliado? Por que denegrir a imagem, por exemplo, do Deputado Federal Fábio Abreu, apoiado por mim e que trouxe inúmeros benefícios para a nossa cidade? Se somos aliados, esse não é o caminho", afirmou o vereador.

O parlamentar reafirmou seu compromisso com a oposição mas sem abrir mão de suas ideias e princípios que, segundo ele, sempre cultivou na vida pública.

"Em nenhum momento afirmei que havia deixado o grupo político do qual participei e a participo até hoje. Fiz críticas ao posicionamento de alguns integrantes da oposição. Aliás, é de conhecimento de todos o comportamento agressivo, desrespeitoso e inexplicável dessas pessoas. Disse e reafirmo que não aceito esse tipo de posicionamento e se caso isso permaneça não continuarei aliado de quem não me considera como aliado", disse o vereador.

Sobre o que disse em relação ao Canyon Fest Poti e ao ex-diretor do Hospital Local Nilo Lima, Daniel Machado, Rossi Melo foi taxativo ao afirmar que suas declarações foram distorcidas.

"Elogiei o evento porque de fato foi um sucesso. Não se pode negar as evidências. Sobre o Daniel Machado, disse que não é simplesmente criticando que se faz oposição. O que está errado precisa ser dito, apontado e denunciado. Mas o homem público, mesmo de oposição, tem que ter a responsabilidade de também apontar e buscar as soluções. O papel de uma oposição não é agredir por agredir. Assim como o papel de quem está na situação não é fechar os olhos e dizer que tudo vai bem. Tanto de um lado como de outro é preciso prevalecer o bom senso e o interesse público acima de tudo. No que dia que eu achar que não vale mais a pena continuar no grupo de oposição isso não significa que vou mudar de lado. Tenho coragem suficiente para trilhar um caminho independente, sem obrigatoriamente está aliado a político A ou B. O que nunca vou abrir mão, é de está sempre ao lado do povo", finalizou o vereador Rossi Melo.

Vereador Rossi Melo

redes sociais

notícias mais lidas