CASTELOEMFOCO
GOVERNO DO ESTADO

Quase 10 anos depois, comunistas voltam a Assembleia do Piauí

Quem volta a representar a sigla é a presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais, Elisângela Moura, sexta suplente da coligação governista

Por Tarcio Cruz
17/06/2019, às 22:06

O Partido Comunista do Brasil voltou a ocupar nesta segunda-feira (17/06) uma cadeira na Assembleia Legislativa do Piauí. A sigla retorna ao parlamento estadual quase uma década após o ex-deputado Robert Rios ser um dos mais votados do Piauí pelo PC do B em 2010, ano que se licenciaria para assumir a secretaria de segurança e nunca mais voltaria as fileiras do partido, transferindo-se para o PDT. 

A responsável pela volta dos comunistas a Assembleia é a presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais, Elisângela Moura, sexta suplente da coligação governista que assume a vaga deixada por Fábio Novo (PT) que foi para a Secretaria de Cultura.

Elisângela comentou o regresso do partido ao legislativo e avaliou o projeto da sigla para 2020. 

“Para o PC do B será um momento importante voltar a ter uma vaga de deputado estadual na Assembleia. Acredito que o partido estará mais fortalecido para poder trabalhar os projetos para 2020. Temos feito a nossa parte e trabalhado para o desenvolvimento do estado do Piauí. Esse é um momento especial retornar a Assembleia Legislativa do Piauí”, disse a agora deputada estadual.

Elisângela Moura / Foto: GP1

redes sociais

notícias mais lidas