CASTELOEMFOCO
CASTELO EM FOCO WEB

Piauí: uma eleição onde tudo pode acontecer

Os candidatos da oposição. A disputa de vice na chapa governista. Os primeiros movimentos de 2018 que já começou na política piauiense

Por Redação
02/12/2017, às 12:12 - Atualizado em 07/12/2017, às 02:12

Senhoras e senhores, a sucessão estadual no Piauí começou. Aliás, que começo. Desde a eleição na Câmara Municipal de Teresina que caiu por terra aquele prazo regulamentar de março de 2018 para o início dos debates e negociações. Claro que as conversas já haviam começado como ocorre em todo ano pré-eleitoral. A diferença é que tudo foi tornado público bem antes do tempo.

Após a recondução do vereador Jeová Alencar a presidência do parlamento de Teresina, desfez-se a aliança entre o prefeito Firmino Filho e o presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho. O PMDB foi tirado da administração municipal e todos nós sabemos o que veio depois. Themístocles partiu para o ataque a Firmino e, pelo menos até agora, estão em trincheiras opostas.

A vaga de vice do governador Wellington Dias também foi motivo de embate entre PMDB e PROGRESSISTAS. Os peemedebistas não abrem mão de indicar o deputado Themístocles Filho e o partido do senador Ciro Nogueira pretende que a atual vice-governadora, Margareth Coelho, seja candidata novamente.

Palácio de Karnak

Já o governador Wellington Dias disse que só bate o martelo no ano que vem e que vai conversar com todos os partidos da base aliada antes de tomar as decisões.

Desses episódios, surgiu a possibilidade da candidatura de Firmino Filho ao Palácio de Karnak e o PMDB já procurou o deputado Dr. Pessoa (PSD) para conversar.

É claro que estes movimentos podem resultar em uma mudança de rota no futuro a depender do que for conversado e decidido mas agora são apenas mecanismos de defesa. Não podemos esquecer que estamos em um verdadeiro jogo de xadrez, como jogadores competitivos e que não podem mexer uma peça na direção errada.

Também não podemos esquecer que a formação da chapa governista levará em conta os candidatos de oposição mas a perspectiva, mais do que real, do vice assumir o governo do Estado, caso Wellington Dias seja reeleito, vai ter um peso importante nas decisões que serão tomadas.

Portanto, façam suas apostas!

Com informações do Portal Douglas Cordeiro.

redes sociais

notícias mais lidas