CASTELOEMFOCO
GOVERNO DO ESTADO

Ciro anuncia que PROGRESSISTAS abre mão da vaga de vice

O senador destacou que apesar de Margarete ter apoio de vereadores e prefeitos, o critério apresentado pelo governador falou mais alto

Por Tarcio Cruz
26/06/2018, às 22:06

O presidente nacional do PROGRESSISTAS, senador Ciro Nogueira, anunciou na manhã desta terça-feira (26/06), em uma coletiva que ocorreu em sua residência, que o partido não mais disputará a manutenção da atual vice-governadora, Margarete Coelho. A decisão surgiu após reunião com o governador do Estado, Wellington Dias, que informou que não haverá na chapa governista nenhuma sigla ocupando duas vagas majoritárias. Resiliente, Margarete aceitou com tranquilidade a decisão. A legenda revelou ainda que o seu indicado para a vaga de vice será o presidente da Assembleia, deputado estadual Themístocles Filho (MDB).

Reunião com integrantes do partido

Ciro destacou que apesar de Margarete ter apoio de vereadores e prefeitos, o critério apresentado pelo governador falou mais alto. 

“Se faz qualquer pesquisa de opinião, e nós fizemos, o nome preferido da população por esmagadora maioria é o da vice-governadora Margarete, com vereadores, prefeitos e vice-prefeitos também. No domingo tive uma reunião com o governador e ele nos comunicou que é a pretensão dele contemplar uma vaga para cada partido na majoritária. Não é uma situação que traz alegria, nunca vinculamos o governador na questão de cargos. Fizemos uma reunião agora e anunciamos que o progressista está fora da disputa para vice-governador”, afirmou o senador.

Senador Ciro anunciando a decisão

O senador também descartou qualquer possibilidade de fissão com o governo do estado, e destacou que o partido sempre apoiou Wellington Dias.  

“Os PROGRESSISTAS marcharão ao lado do governador Wellington Dias por um compromisso que fizemos desde 2014, vamos cumprir fielmente a nossa palavra, mas estamos completamente fora da discussão da majoritária. Fica a frustração mas continuamos ao lado do governador”, disse o presidente.

CRITÉRIO

Vice-governadora Margarete Coelho

Apesar da frustração estampada no rosto, a vice-governador Margarete Coelho ressaltou que o governador apresentou o que o seu partido defendia, que era um critério claro e objetivo. 

“O critério foi objetivo, objetivamente o governador quis um de cada partido, dentro deste critério eu não me enquadro, eu procurei me enquadra dentro de outro critério que foi ter um bom capital político, um bom capital eleitoral”, finalizou a vice-governadora. 

redes sociais